2007/09/10

NÃO SEJAS COMO A NÉVOA...


Imagem retirada daqui.
Lembrei-me de um amigo que fez anos.
Para ele e para todos os que tornam a terra mais habitável.

“Não sejas como a névoa, nem quimera.
Demora-te, demora-te assim:
Faz do olhar
tempo sem tempo, espaço
limpo – do deserto ou do mar.”

Eugénio de Andrade

2 comentários:

margarida disse...

Que poema lindo! Esse amigo deve ser alguém muito especial...

Anónimo disse...

A palavra amigo é "sinónimo" de especial.

Afilhada do Marquês