2007/09/07

NA CASA DO VIZINHO IV


Imagem retirada daqui.

JÁ NÃO HÁ MESMO RESPEITO POR NADA NEM POR NINGUÉM, POIS NÃO?!

"Notícias vindas do oeste, dizem-nos que a EGF (empresa geral de fomento), um dos braços armados do Governo para a área do ambiente, pretende proceder à fusão da Resioeste com a Valorsul. Há mesmo notícias a circular que dão por adquirido que o "casamento" será ainda este ano.
Mas será que se estão a esquecer que às populações do Concelho de Loures foi garantido que a instalação da incineradora seria para resolver os graves problemas dos resíduos sólidos urbanos então existentes, apenas da área Valorsul ?" (ler mais)

14 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Anónimo disse...

Este blogue está apresentado. A queda para o totalitarismo e a censura de ideia está no vosso código genético. Podem escrever o que vos apetece, mas quando se critica os vossos amigos lá vem o lápis azul. Esse vosso amiguinho, que se indigna muito com a fusão da valorsul com a resioeste, passa o tempo a mandar umas postas lá do alto da sua sabedoria. Até parece que tem feito um trabalho bestial nos lugares por onde andou! Nem sei para que escrevo, vou ser censurado.

O MARQUÊS DA PRAIA E MONFORTE disse...

Não sei se você é o mesmo “anónimo” que escreveu o comentário que eu removi. Parece que sim, pelo menos pela sua indignação. O esclarecimento é breve. Até hoje só foram removidos deste blogue três comentários, todos pela mesma razão, porque continham expressões ofensivas e atentatórias do bom-nome e da honra das pessoas que eram visadas. Nenhum deles foi removido por discordância com as opiniões ou as ideias expressas. Esse crivo não existe aqui. O comentário que aqui foi removido ofensivo e calunioso. Se o autor entende útil a publicação daquelas palavras pode sempre criar um espaço destes e geri-lo como bem entender.
Os autores de blogue, apesar de brincarem às máscaras com as personagens que criaram e vão ficcionando, não escrevem aqui nada que de viva voz não dissessem aos visados e assumem integralmente a responsabilidade pelas suas palavras. As críticas são políticas e sociais e nunca pessoais.

Anónimo disse...

Acho bem a fusão, e acho ainda que deviam rever os chorudos salários de meros operadores separdores de resíduos. Separar o lixo por categorias não deve ser assim uma tarefa tão árdua para que os funcionários ganhem tanto como técnicos qualificados. Ou bemque estamos todos em contenção ou não.

Anónimo disse...

Eles ainda se gabam, dizem que são muito bem pagos e ainda trazem muitas outras coisas pra casa. Sim, há pessoas que deitam coisas novas e valiosas para o lixo. Mas isso, tudo bem, agora auferirem tanto como um diplomado, não me parece justo. Assim deveriam ser pagos todos os operários deste país, mas eram todos, e também aumentados os mais qualificados. Mas aqui, enfim, já sabemos que nada faz sentido. O Maequês sabe quanto aufere um funcionário da VAlorsul? se tiver coragem, diga-o aqui.

Rui Pinheiro disse...

E o moçoilo ou moçoila não tem coragem para assumir ? Para dar a cara ? Está apresentado/a. Dos fracos não reza a história!

Anónimo disse...

Também não sei quem é o Marquês, nema afilhada.

O MARQUÊS DA PRAIA E MONFORTE disse...

Terei todo o prazer de a convidar para um chá, ou de o convidar para um Conhac, ficará resolvido o problemas das identidades.
#
Os trabalhadores da Valorsul recebem pelo seu trabalho uma justa retribuição. Não me parece que consiga indexar uma melhoria do desempenho da Valorsul a uma degradação das condições materiais e sociais dos seus trabalhadores. Bem pelo contrário. Economia, gestão e organização de uma empresa não é serviço de mercearia, talvez você não o entenda assim, mas é pena porque é uma visão pobre e redutora.
Mas é verdade que esse caminho que você defende está, infelizmente, a ser trilhado pela administração da Valorsul.

O MARQUÊS DA PRAIA E MONFORTE disse...

O Anónimo de 10 de Setembro de 2007 14:34, seguramente não acha que ganha muito no seu trabalho?! Provavelmente até está mal pago. Os outros é que são sempre os privilegiados!

Anónimo disse...

flexroMarquês, eu acho que a maioria dos trabalhadores portugueses estão mal pagos, têm cada vez protecção social, e isso claro que me revolta. Mas confesso que não gosto de ouvir trabalhadores (neste caso da Valorsul) cheios de gás, que ganham muito melhor que os outros, como que se vangloriassem por isso. Eu gostava que todos os que trabalham a sério neste país sem recorrer a esquemas, fossem devidamente remunerados e dignificados, mas para isso teríamos de ser todos mais unidos,e infelizmente para nós e felizmente para outros, não o somos.
Já reparou com o Governo nos manipula colocando-nos uns contra os outros? colocam a sociedade civil contra os funcionários públicos, colocam a sociedade contra os militares, fomentam este jogo, de dividir para reinar e nós alinhamos nisto. E gostav ade ouvir um funcionário da VAlorsul dizer que defende a melhoria dos salários de todose não só se vangloriarem com os deles.

Anónimo disse...

Quanto ao Cognac, não quero pesar a sua agenda Exa.

O MARQUÊS DA PRAIA E MONFORTE disse...

Não me pesa nada na agenda.

E quanto aos salários, se bem percebi critica o facto de alguns(!) trabalhadores se vangloriarem do seu estatuto remuneratório e por isso defende a redução dos salários?
Quanto ao clima de inveja social que o governo promove, colocande este contra aquele, do que resulta a redução de direitos e regalias a todos, concordo consigo, mas se foi você que fez o tal comentário sobre os salários dos trabalhadores da valorsul, estava a fazer o mesmo que o governo.

Anónimo disse...

Eu quis demonstrar isso mesmo, que tomemos consciência deste jogo de inveja social (como diz) que o Governo promove. Quis demosntra-lo de uma forma acutilante, só isso. Ou seja, tomei este exemplo dos trabalhadores da Valorsul, porque sei que eles o fazem, vangloriam-se do seu salário e a partir daí não são solidários com os outros trabalhdores, entende? Mas efectivamente lamento que a actula administração vá descaracterizar a empresa, que deve ser certo, não é?

Anónimo disse...

Que ataques estão eles a preparar aos trabalhadores?