2008/06/13

A TRISTEZA E OS PALHAÇOS



"Um olhar sobre a pobreza infantil: Análise do bem-estar das crianças", de Amélia Bastos, Graça Leão Fernandes, José Passos, do Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG), em Lisboa, e de Maria João Malho, do Instituto de Apoio à Criança (IAC), apresenta um estudo económico-social sobre crianças nos concelhos de Amadora, Cascais, Lisboa, Loures, Odivelas, Oeiras e Sintra. Quase metade (45,8 por cento) das cinco mil crianças inquiridas (mais propriamente 5161, entrevistadas pessoalmente nos anos lectivos de 2004/2005 e 2005/2006, com idades entre os sete e os 12 anos) em sete concelhos da Grande Lisboa dizem que sentem que a família tem dificuldades financeiras, sendo que Loures tem a maior taxa de infelicidade infantil. O estudo aborda ainda indicadores como: a quantidade de refeições completas por dia, a variedade alimentar, as idas ao médico para consultas de rotina, as condições de habitabilidade, entre outros."



in LOURES.TV



Só hoje tive oportunidade de ver o vídeo dos comentários que o senhor Presidente da Câmara teceu sobre o estudo acima referido.
Vi e ouvi os inanarráveis comentários e confesso que, por mais que tente, não consigo achar a ponta por onde pegar. Nem sei que palavras usar: se as do "comentário" se outras mais teóricas e portanto ignorantes; se as das refeições quentes, se as dos palhaços nas escolas; se as da fome do autarca.
Olhem, desisto.


Vejam o vídeo na Loures.TV .




E por favor, mandem o homem embora!!!!

4 comentários:

CARLOS VEIGA - PSICÓLOGO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CARLOS VEIGA - PSICÓLOGO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Já vi o video!!!
Durante todo o dia o senhor não comeu nada, mas deve ter bebido qualquer coisa que lhe caiu na fraqueza.

M. Silvestre disse...

Depois de ver a reportagem da Loures TV de Carlos T, (O Ébrio), podem ver o meu comentário em video...
http://br.youtube.com/watch?v=JvBCCAqXIgA